Icone Acesso a informação
Portal
Transparência 
Consulta Prévia
Consulta
Prévia
Protocolo On-Line
Protocolo
On-Line
COVID-19
COVID-19
Aprova Digital
Aprova
Digital


(48) 3431-0200


Rua Domênico Sônego, 542 - Paço Municipal Marcos Rovaris - Santa Bárbara - Criciúma - SC CEP: 88.804-050


08:00h às 17:00h
Voltar
Educação
Data: 01/06/2021 - Escrito por: Thaís Borges - Imagem: Divulgação/Decom

//Alunos da Escola Padre Carlos Wecki plantam hortaliças em projeto ‘Assim é Mais Gostoso de Aprender’

Tweet
Projeto elaborado dentro da sala de aula, incentiva os alunos a comer mais saudável e entender como funciona o plantio

A Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) Padre Carlos Wecki, do bairro Mineira Velha, vem trabalhando a plantação de hortaliças na escola, para entender como funciona o processo de plantio com os alunos do ensino infantil, de crianças de 4 a 5 anos. O projeto ‘Assim é Mais Gostoso de Aprender’, foi desenvolvido por duas professoras da escola e visa incentivar os alunos a comer mais saudável.

“As crianças não aceitavam bem o alimento sugerido na escola. Então pensamos nesse projeto”, afirma Suzemar Fenilli de Freitas, uma das professoras envolvidas na metodologia. Segundo ela, as crianças se mostraram interessadas pela plantação. “Nós temos Manjericão na horta e elas sempre me pedem para ir olhar, pegar e sentir o cheiro”, destaca. Para a professora, “é importante o contato dos estudantes com as plantas para desenvolver o desejo de experimentar outros alimentos”.

Os alunos plantaram mudas de alface, couve e rúcula, doadas por uma floricultura e um portal de notícias da região. Após a colheita, as crianças irão preparar a própria salada. “Está sendo uma experiência incrível para as crianças. O cuidado em regar e ver todo o crescimento das hortaliças, são momentos que ficarão registrados na memória delas”, explica Tatiana Bussulo, também desenvolvedora do projeto.

Além das mudas, as professoras trabalharam com uma produção de saladas de frutas e uma sopa de letrinhas, incentivando o aprendizado de nutrição e conhecimento científico. “O projeto vem com esse objetivo de tirar lanches rápidos do cardápio dos alunos. É um incentivo muito bonito”, declara a diretora da escola, Tomazia Alexandra Barras Martinhago.

 

 

 

 

Mais notícias

Notícias Relacionadas